Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 17/02/2020

Política de MT - A | + A

reforma tributária 11.02.2020 | 17h59

Governadores e União entram em consenso e ICMS sobre combustíveis será reduzido

Facebook Print google plus

Assessoria

Assessoria

Depois de trocas de farpas pela imprensa, governadores dos 27 Estados e do Distrito Federal e o Governo Federal acertaram que alterações na forma de cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), principalmente no preço dos combustíveis, serão discutidas na reforma Tributária, que está em tramitação no Congresso Nacional.

 

O consenso sobre a questão foi obtido durante o VIII Fórum Nacional de Governadores, em Brasília, nesta terça-feira (11), que teve a participação de representantes do Governo Federal, entre eles o ministro da Fazenda, Paulo Guedes.

 

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, explicou que a proposta feita pelo presidente Jair Bolsonaro tornaria inviável a execução orçamentária de todos os Estados. Bolsonaro havia sugerido que os governadores deixassem de cobrar o ICMS sobre os combustíveis. No entanto, o imposto representa de 20% a 30% das receitas estaduais. 

 

Leia também - Mauro aceita reduzir ICMS e pede contrapartida do presidente Bolsonaro

 

“Nenhum Estado tem condições de fazer esse corte e reduzir receita drasticamente, pois não teríamos dinheiro para pagar os policiais e os servidores, para manter viaturas nas ruas e hospitais funcionando”, exemplificou Mendes.

 

“Em nossa conversa com o ministro Paulo Guedes, ficou claro que na Reforma Tributária teremos espaço para o diálogo e, portanto, será o momento de construir a melhor solução para o Brasil, sem radicalizações”, completou o governador.

 

Mauro Mendes também pontuou que é intenção de todos os chefes de Executivos Estaduais que seja feita uma forma simplificada da tributação, o que deve ocorrer na proposta do Governo Federal.

 

“Queremos uma tributação menor para o bem do Brasil e de todos os brasileiros”, finalizou o governador mato-grossense.

 

Bolsonaro quer que o ICMS seja cobrado do valor nas refinarias e não na bomba. O presidente lembrou que a Petrobrás já reduziu o ICMS em quatro vezes nos últimos dias, mas o valor para o consumir não sofreu redução. (Com assessoria)

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Carnaval deve ser um espaço de críticas sociais e políticas?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 17/02/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,40 -0,47%

Algodão R$ 90,85 -0,44%

Boi a Vista R$ 135,00 -0,74%

Soja Disponível R$ 71,60 0,14%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.