Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 23/09/2020

Política de MT - A | + A

ATÉ 70% DA CAPACIDADE REGULAR 24.07.2020 | 14h11

Novo decreto de MT permite funcionamento de serviços não essenciais

Facebook Print google plus

Christiano Antonucci/Secom

Christiano Antonucci/Secom

Novo decreto assinado pelo governador Mauro Mendes (DEM) autorizou o funcionamento de estabelecimentos comerciais que prestem serviços considerados não essenciais.

 

Na normativa, que foi disponibilizada na tarde desta sexta-feira (24), Mendes revoga artigos do decreto n° 522 e reforma trechos da determinação que passa a permitir o funcionamento de serviços não essenciais privados em até 70% da capacidade regular.

 

Leia também Prefeito teme perder verbas por não aprovar reforma da Previdência

 

A partir do novo decreto, que deverá ser publicado no Diário Oficial, tanto Cuiabá quanto Várzea Grande, cidades em que foi determinada quarentena coletiva obrigatória, estarão autorizadas a liberar os setores comerciais suspensos por decisão judicial.

 

 

A nova determinação foi baseada no fato de que novos leitos de Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) estão sendo mensalmente distribuídos aos municípios mato-grossenses.

 

Além disso, o governo também apontou que Cuiabá e Várzea Grande registraram médias entre 35% e 40% nos níveis de isolamento social nos meses de junho e julho, ainda que ambas as cidades tenham adotado restrições à circulação das pessoas.

 

“Os municípios poderão adotar medidas mais restritivas do que as contidos neste decreto, desde que justificadas em dados concretos que demonstrem a necessidade de maior rigor para o controle da disseminação do novo coronavírus”, narra trecho da decisão.

 

Dados da Secretaria de Estado de Saúde divulgados na noite de quinta-feira (23) apontam que Mato Grosso já ultrapassou os 41 mil mil casos de contágio pelo novo coronavírus. Há algumas semanas, a Fiocruz declarou que o estado era o novo epicentro da doença no país.

 

Ainda de acordo com a secretaria estado, do montante de casos infectados 1.498 pessoas  morreram em Mato Grosso por conta de complicações da doença.

 

Leia o novo decreto na íntegra em anexo.

Galeria de fotos

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

JOAO SANSAO MACIEL - 24/07/2020

Parabéns Governador Mauro Mendes, o povo precisa trabalhar. O comércio não aguenta tanto tempo com as portas fechafas. Todas as medidas de prevenção tomada pelo Governo como o isolamento é muito importante, mas o povo precisa aprender a se cuidar e respeitar o isolamento e andar com equipamentos de proteção como as mascaras. Ficar com as portas fechadas não vai adiantar mais. O povo esta precisando de trabalhar e garantir o pão de cada dia.

EUZA MARIA de ARAÚJO RODRIGUES - 24/07/2020

Governador MM esqueceu de colocar a data nesse Decreto

Claudia - 24/07/2020

É isso ai governador precisamos trabalhar! Mas também é preciso que a população tenham consciência e tomem os cuidados necessários para que os casos de covid-19 não aumentem mais ainda e haja necessidade de fechar novamente o comércio. O comércio não mata ninguém , mas a falta de conscientização da população sim.

3 comentários

1 de 1

Enquete

Onze candidatos disputam o Senado, você acha que o número amplia o leque de propostas ou mostra a desunião da classe política?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 23/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22,60 0,89%

Algodão R$ 91,07 -0,08%

Boi a Vista R$ 135,67 -0,48%

Soja Disponível R$ 65,20 0,08%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.