Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 21/09/2020

Política de MT - A | + A

situação de emergência 20.03.2020 | 17h23

Prefeito manda fechar comércio e paralisa os ônibus de Cuiabá

Facebook Print google plus

Chico Ferreira

Chico Ferreira

Coronavirus / COVID-19

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) divulgou novas medidas de combate ao avanço do coronarívus em Cuiabá. O emedebista lembrou que há um crescimento da pandemia e determinou a paralisação de 100% da frota de ônibus na Capital do dia 23 de março a 5 de abril.

 

Neste período, os servidores do município vão trabalhar em regime de home office e o prefeito determinou o fechamento do comércio em Cuiabá. O prefeito assinou o decreto durante live nesta sexta-feira (20), sem participação da imprensa.

 

Emanuel decretou situação de emergência em Cuiabá e isso dá a ele poder para requisitar bens de pessoas físicas e jurídicas, desde que haja indenização posterior. O prefeito também poderá comprar insumos para saúde sem a necessidade de realizar processo licitatório, como pede a legislação.

 

O prefeito determinou ainda que as igrejas devem ser fechadas, também serão fechados os shoppings, o fechamento será também para os restaurantes que atendem na Capital. 

 

No entanto, os restaurantes poderão ficar aberto, mas terão que vender comida por meio de entrega. Lanchonetes, bares e congêneres não poderão funcionar. Também poderão funcionar clínicas veterinárias, bancos, distribuidoras de água e gás, segurança privada, aplicativos de transporte, táxis, funerárias, lavanderias e lojas de materias para construção. 

 

Leia também - Governador reduz expediente para 6 horas e institui teletrabalho

 

Mercados, clínicas, hospitais, farmácias e postos de combustíveis ficam abertos pelo decreto do prefeito já que prestam serviços essenciais à população no momento de pandemia. "Não temos outra saída, fomos orientados por técnicos do Ministério da Saúde e pela equipe de técnicos da Secretaria Municipal de Saúde e da área epidemiológica, que respaldam nossa decisão para respaldar em quanto a tempo o povo cuiabano da velocidade extraordinária da contaminação", disse.

 

Quanto aos servidores públicos os da saúde, os que fazem fiscalização e também a coleta de lixo continuarão atuando normalmente. Emanuel disse que as medidas são duras, mas que é preciso entender o momento da pandemia. 

 

Reiterou que a Prefeitura de Cuiabá vem fazendo sua parte e que depende da higiene pessoal de cada o bom enfrentamento da pandemia do coronavírus. "Cuide dos seus idosos, cuide de sua família. Teremos momentos difíceis pela frente", disse o prefeito. 

 

Quanto ao transporte coletivo, Emanuel disse que o período de paralisação pode ser maior, dependendo o avanço do novo coronavírus em Mato Grosso. 

 

Nova unidade 

O prefeito determinou que a UPA Verdão, que será inaugurada na próxima semana, sirva apenas para atender casos de corovavírus em Mato Grosso, acontecerá por 90 dias, mas pode ser prorrogado dependendo o avanço da Covid-19 em Cuiabá.

 

A unidade atenderá em auxílio ao antigo pronto-socorro, anteriormente o prefeito havia anunciado que estava preparando 120 leitos para receber os doentes com a Covid-19. Agora, a unidade a ser inaugurada ao lado da Policlínica do Verdão também receberá os pacientes com a forma mais grave da doença.

 

O prefeito pediu para que as pessoas não saiam de casa e que faça o sacrifício de não ir em festas ou eventos sociais para evitar a ploriferação do vírus.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Vítima da sociedade - 24/03/2020

Só se for fechar as portas por aí por que .aqui empresa real sul norte destribuidora e logística em Vargem grande se nega a pararizar. Pois lá core um grande risco de contaminação .pois as cargas vem de outros estados caminhoneiros vem e vam sem equipamentos adequados para prevenir . muito menos os funcionários .cabe a ficalizao de de saúde fazer a parte dela

Natanael - 21/03/2020

Como proceder nos casos em que a empresa obriga parte dos funcionários ir trabalhar caibres alguma fiscalização pois estamos correndo o risco de trazer o vírus para a nossa família que está em casa em quarentena.

Natanael Almeida - 21/03/2020

Gostaria de saber nos casos em que a empresa obriga os funcionários a trabalhar internamente, pois continua correndo o risco de contágio e pior ainda levar para casa podendo contaminar os familiares. Funcionários podem ligarem para denunciar em que número?

Teka Almeida - 21/03/2020

A prefeita de Sinop acaba de prorrogar o pagamento do IPTU e o Emanuel Pinheiro não se pronunciou até agora. Não que eu queira, mas é que os bancos para evitar a aglomeração dentro da instituição está limitando a entrada das pessoas e o IPTU não se paga pelo aplicativo, paga-se apenas pelos caixas eletrônicos ou nos caixas. Com isso a aglomeração fica do lado de fora da agencia bancária. E ai pergunto: vai adiar ou vai solicitar ao banco o pegamento pelo aplicativo????!!!!

TEDA - 21/03/2020

MATERIAIS DE CONTRUÇAO PODE, O RAMO DE AUTOPEÇAS QUE AJUDA O TRANSPORTE DE ALIMENTOS NAO PODE SE QUEBRAR UM CAMINHAO QUERO VER COMO VAI FAZER, NAO PODE VENDER PEÇAS

Tonhão do CPA - 21/03/2020

Com estas medidas, a tendência é que morra muito mais gente de fome do que pela Covid-19.

Luciano farias neiva - 21/03/2020

E os vendedores de porta a porta que precisam de onibus, vão ter q ficar em casa tambem, nós ganhamos por produtividade, o prefeito vai pagar nossas comissões pra gente ficar em casa já q não podemos visitar clientes em bairros longes por falta de onibus, eu só ganho 2500 por mês prefeito, o senhor vai me pagar isso pra mim ficar em casa tambem , se o senhor for pagar , anota ai: CC667153 AG: 23736 Banco do Brasil , vou ficar no aguardo viu

Monique Souza - 21/03/2020

Sim vamos ficar em casa aí quem for despejado vamos pra casa do nosso querido prefeito por trabalhamos pra pagar nossa contas e aluguel.como vamos pagar si não estamos trabalhando temos filhos pra sustentar. Pela amor de deus seu prefeito

Tatiana - 21/03/2020

Pra quem precisa de hemodialise e mora na zona rural como vai fazer sem transporte coitado do pobre que mal tem condicao de fazer seu tratamento fica sem ter como se tratar porque os ricos vao viajar pro exterior e voltam carregados de doenca pq essa nao foi uma domestica que trouxe a maioria dos infectados aqui em cuiaba sao empresarios o pobre se ferra nessa.

Rafael - 20/03/2020

Tô numa dúvida...casa de em embalagem pode ficar aberto normal....produto de descartável..

14 comentários

1 de 2
Última

Enquete

Onze candidatos disputam o Senado, você acha que o número amplia o leque de propostas ou mostra a desunião da classe política?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 21/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,25 1,43%

Algodão R$ 92,71 0,54%

Boi a Vista R$ 131,00 -0,04%

Soja Disponível R$ 65,30 0,08%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.