Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 27/01/2020

Política de MT - A | + A

JÁ TEM SUBSTITUTO 03.12.2019 | 19h40

Sindicato contesta remoção de delegados sem fundamentação legal

Facebook Print google plus

João Vieira

João Vieira

A remoção dos delegados Anderson Veiga e Lindomar Tofolli da Delegacia Fazendária (Defaz) para Delegacia Metropolitana levou o Sindicato dos Delegados de Mato Grosso a emitir nota contra a decisão administrativa da Polícia Civil. 

 

Delegado Sylvio do Vale Ferreira Junior deve passar a comandar a Defaz. Porém, a Polícia Civil não confirma. 

 

Segundo o Sindicato, os delegados sempre atuaram com independência e autonomia, mas foram sem razões fáticas e fundamentação legal transferidos de seu local de lotação. A Polícia Civil chegou a comentar que a mudança já estava prevista por conta da criação da Delegacia de Combate à Corrupção, mas os delegados já foram alocados para Delegacia Metropolitana.

 

Leia também - Justiça manda soltar médico acusado de bater em mulheres

 

Na manhã desta terça-feira (2), o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) entregou uma denúncia a Assembleia Legislativa afirmando haver uso político da Defaz. Os delegados teriam sofrido pressão para interferir, a pedido do governo. 

 

A Defaz recebeu uma denúncia de uma servidora municipal acusando o prefeito de comprar o apoio de vereadores para cassar o mandato do vereador Abílio Junior (PSC), que faz oposição a Emanuel.

 

No mesmo dia, a Polícia Civil divulgou a mudança dos delegados. Mas, disse que a decisão já estava tomada antes mesmo da denúncia do prefeito. 

 

Na nota, o Sindicato não cita o caso envolvendo o prefeito e ressalta que os delegados não se submetem a pressão externa no exercício de suas funções. 

 

Confira a íntegra da nota do Sindepo

 

A Presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia de Mato Grosso, Maria Alice Barros Martins Amorim, vem a público repudiar a forma como os Delegados Anderson Veiga e Lindomar Tofolli então lotados na Delegacia Fazendária, na data de hoje, foram removidos da unidade e lotados na Diretoria Metropolitana.

 

A remoção se deu em ato administrativo sem razões fáticas e fundamentação legal. É importante ressaltar que se trata de dois Delegados de ilibada conduta, extremamente competentes e experientes no combate ao crime contra a ordem tributária e administração pública, sempre trabalharam com independência e autonomia e nunca se submeteram a pressão externa no exercício de suas funções. Suas trajetórias foram marcadas pela defesa da sociedade com idealismo e convicção, possuem uma história em Mato Grosso, construída com muito trabalho e dedicação e, portanto gozam de
irrestrito apoio e consideração de toda a categoria.

 

O Sindicato e Associação dos Delegados de Polícia de Mato Grosso se manterão vigilante em defesa das prerrogativas e dos direitos destes grandes profissionais.

 

Maria Alice Barros Martins Amorim
Presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia de Mato Grosso Mato Grosso

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

Enquete

Como garantir uma velhice saudável?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 27/01/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,35 -0,70%

Algodão R$ 89,91 -0,12%

Boi a Vista R$ 137,50 0,18%

Soja Disponível R$ 59,50 0,85%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.