Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 26/05/2020

Cidades - A | + A

contaminação 09.04.2020 | 17h15

Cuiabá tem taxa de incidência de Covid-19 maior que o país

Facebook Print google plus

Chico Ferreira

Chico Ferreira

Coronavirus / Covid-19 / Máscaras / Máscara Descartável / Prevenção

Relatório da Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com o Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), aponta que 185 casos suspeitos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) foram notificados em Cuiabá. Os dados foram reunidos até o dia 4 de abril.


O relatório indica que a taxa de incidência por Covid-19 em Cuiabá, até a data definida, foi de 5,4 casos por 100.000 habitantes, enquanto no Brasil a taxa foi de 4,9. Entretanto, a taxa de letalidade é zero, já que não houve óbito na capital.


O estudo, com dados da Diretoria de Vigilância Sanitária, aponta ainda que 32,4% desses casos aguardam o resultado do exame para Covid-19. Entre aqueles que se conhecia o resultado – cerca de 125 -, 70,4% foram descartados, o que equivale a 88 casos. Outros 29,6% - 37 casos – resultou positivo para o coronavírus, sendo 33 residentes em Cuiabá, 2 em Várzea Grande e 2 em Poconé.

 

Leia também - Cuiabá e VG registram manhã movimentada no pós-feriado


Ainda conforme os dados, entre os casos notificados, 84,9% eram moradores de Cuiabá, representando 57 deles. A maioria das notificações foi proveniente de hospitais privados, com 60,5%.


Em seguida, COM 31,4%, vem as unidades públicas Adauto Botelho, policlínicas, Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá (HPSC) e Hospital Universitário Julio Müller (HUJM). Apenas 8,1% vieram da Vigilância Epidemiológica (8,1%).


Dos 157 casos suspeitos, que são residentes em Cuiabá, 33,1% (52) aguardam o resultado do exame. Entre os que se conhece o resultado (105), 31,4% (33) foram confirmados para Covid-19 e 68,6% (72) foram descartados.


O informe será divulgado semanalmente e tem por objetivo monitorar o padrão de morbidade e mortalidade, além de descrever as características clínicas e epidemiológicas dos casos de SRAG pelo coronavírus. O relatório foi elaborado tendo como base casos até o dia 4 de abril de residentes em Cuiabá.


Casos confirmados de residentes em Cuiabá-MT
Entre os casos confirmados (33) 57,6% (19) foram no sexo feminino. A idade média 44 anos, sendo o mais novo com quatro anos e o mais velho com 63 anos. A maioria dos casos se concentra no grupo de 30 a 59 anos (29; 87,8%) especialmente entre 40 e 49 anos (14). Há somente dois casos em idosos.


Os primeiros sintomas ocorreram em 12 de março, sendo o primeiro caso notificado no dia 14 de março. O intervalo médio entre os primeiros sintomas e a notificação foi de 5,23 dias.


Entre os sintomas, destacou-se febre, referida por 77,8% (14) dos casos e tosse, citada por 72,2% (13). Dispneia (5), cefaleia (1), dor de garganta (1), dor orbital (1) e mialgia (1) foram outros sintomas presentes. Somente cinco indivíduos referiram comorbidades isoladas ou associadas, entre elas prevaleceram diabetes (2) e hipertensão (2), sendo citadas ainda cardiopatias (1), hepatopatia (1), leucemia (1), imunodeficiência (1).


A taxa de internação foi de 57,6% (19 casos) e entre os que se conhece a evolução (23), pouco mais da metade (12) recebeu alta e/ou foi curado e os demais (11) continuam hospitalizados.


De acordo com Flavia Guimarães, Gerente de Vigilância em Doenças e Agravos Transmissíveis esse é um trabalho importante, que será divulgado semanalmente para construírem uma base de dados sobre a doença e como ela afeta a população de Cuiabá.


“A doença ainda é muito nova e não temos dados suficientes para respondermos todas as questões sobre o vírus. Esses dados que estamos compilando serão muito úteis para começarmos a construir estudos que possam nos nortear acerca do melhor caminho a ser tomado para o controle desta pandemia”, comentou Flavia.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

A constante troca de ministros pelo presidente Jair Bolsonaro compromete a sua gestão?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 26/05/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,05 -0,47%

Algodão R$ 90,45 -0,15%

Boi a Vista R$ 132,44 0,00%

Soja Disponível R$ 68,00 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.