Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 21/10/2020

Judiciário - A | + A

Armamentos em casa 23.09.2020 | 17h10

Juiz absolve Marcelo Cestari por posse ilegal, mas armas continuam apreendidas

Facebook Print google plus

Acervo pessoal

Acervo pessoal

O juiz João Bosco Soares da Silva, da 10ª Vara Criminal de Cuiabá, absolveu o empresário Marcelo Martins Cestari pelo crime de posse ilegal de arma de fogo. No dia 12 de julho, quando sua filha matou a adolescente Isabele Guimarães Ramos, 14, o empresário foi preso em flagrante por posse ilegal de arma.


A decisão foi assinada na terça-feira (22). O magistrado narra o dia da tragédia, quando os policiais apreenderam 7 armas na casa de Marcelo, no condomínio Alphaville. Contudo, o juiz apontou que, na verdade, eram 6 armas localizadas no local.


Quatro armas analisadas foram importadas no nome de Marcelo, enquanto duas estavam registradas por Glauco Fernando Mesquita Correa da Costa – pai do adolescente que levou o case com duas armas para a casa de Cestari. Inclusive, uma delas, a Imbel .380 que atirou em Isabele. Os processos das quatro armas foram extintos pelo juiz. 

 

Leia também - Promotor pede que julgamento de pais de menor siga para Vara Criminal


Conforme o entendimento do juiz, o empresário comprovou a regularidade das armas. No entanto, ele ainda responde no processo por duas armas, incluindo a que matou a adolescente.

 

Porém, durante instauração do inquérito policial, ele teve seu certificado de registro cassado pelo Comandante da 9º Região Militar, no dia 29 de julho.


“Assim, devidamente comprovada a regularidade das armas de fogo de uso permitido que foram aprendidas, o fato atípico esta caracterizada, sendo a absolvição a medida mais adequada diante da previsão do art. 386, III do Código de Processo Penal, quando houver inexistência de infração penal”, absolve o juiz.


Apesar de não ser julgado por posse ilegal de arma, Marcelo Cestari também perdeu o registro perante o Exército Brasileiro, e suas armas continuam apreendidas.


“Considerando que o Indiciado MARCELO MARTINS CESTARI não mais detém a autorização legal para ter em sua posse qualquer arma registrada no Exército Brasileiro, determino o encaminhamento das armas de fogo de uso permitido, apreendidas neste feito, ao Comando do Exército, para as devidas providências”, disse.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Como você avalia a ausência de um candidato convidado para debater com adversários?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 21/10/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 57,50 1,77%

Algodão R$ 118,67 3,64%

Boi a Vista R$ 242,24 0,00%

Soja Disponível R$ 156,30 0,35%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.