Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 09/04/2020

Judiciário - A | + A

REINTEGRAÇÃO REVOGADA 31.01.2020 | 11h12

Justiça retira fazenda de Nadaf por suspeita de uso de documento falso

Facebook Print google plus

Chico Ferreira

Chico Ferreira

O juiz Alexandre Paulichi Chiovitti, da Vara Única de Poconé (104 km de Cuiabá), revogou a própria decisão de reintegração de posse favorável ao ex-secretário de Estado, Pedro Nadaf referente a Fazenda DL, avaliada em R$ 6 milhões. De acordo com o magistrado, novos documentos anexados no processo pelos irmãos Roberto Peregrino Morales e Roberto Peregrino Morales Junior, colocam em suspeita os documentos apresentados por Nadaf.

 

"Ocorre que, desde então, aportou aos autos novos documentos e fatos quais alteraram o cenário a priori identificado. Com efeito, em juízo de retratação, verifica-se controversa a existência real da posse do Autor. Isto porque, a existência de contratos de arrendamento dos anos de 2018 e 2019, do Requerido com terceiros, em que este consta como Arrendador, pressupõe o fato de que o Autor possa não ter de fato a posse alegada inicialmente", diz trecho da decisão proferida em 27 de janeiro. 

 

Leia também - Riva 'entrega' 38 deputados em delação premiada

 

A suspeita é que Nadaf tenha falsificado documentos para comprovar ser o dono da fazenda, que foi entregue como ressarcimento aos cofres públicos no seu acordo de delação premiada junto ao Ministério Público Federal (MPF).

 

Nadaf alega que as terras foram compradas em 2014, e, que após os irmãos Morales ficaram sabendo de sua  delação, teriam "desistido" da venda, invadido e trancado a fazenda. O fato teria sido registrado em 28 de agosto de 2018. Com a decisão, o mandado de reintegração de posse será recolhido "até que se realize a audiência de instrução ou se verifique situação de fato e direito que seja prova suficiente da alegada posse".

 

O magistrado também designou a  audiência de Instrução e Julgamento para o dia 13 de Maio de 2020, além de solicitar pericia nos documentos apresentados por Nadaf para averiguar se houve fraude processual.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

A cloroquina está liberada para o tratamento dos pacientes do coronavírus no Brasil, mas a polêmica continua

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 08/04/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,30 0,55%

Algodão R$ 92,02 -0,63%

Boi a Vista R$ 130,73 0,31%

Soja Disponível R$ 69,90 -0,92%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.