Publicidade

Cuiabá, Sábado 15/08/2020

Judiciário - A | + A

julgamento 13.03.2020 | 07h54

'O descontrolado não era meu filho', afirma mãe de soldado que morreu em treinamento

Facebook Print google plus
Eduarda Fernandes

eduarda@gazetadigital.com.br

Chico Ferreira

Chico Ferreira

Durante seu interrogatório, na tarde de quinta-feira (12), a tenente do Corpo de Bombeiros, Izadora Ledur de Souza citou diversas vezes que o soldado Rodrigo Patrício Lima Claro, que morreu em novembro de 2016 após treinamento no curso de bombeiro, em Cuiabá, apresentava um suposto "descontrole emocional". A mãe de Rodrigo, que acusa Ledur de ter provocado a morte de seu filho, estava na audiência e rebateu a tese levantada pela tenente.

 

"O descontrolado emocional não era meu filho, ela mostrou muito bem quem estava descontrolada. Não foi meu filho quem tirou a vida dela, foi ela que tirou a vida do meu filho. Rodrigo não tinha esse pavor de água que ela fala. Ele tinha pavor dela, do que ela poderia fazer com ele dentro da água", declarou Jane ao final da audiência.

 

Leia também - Veja vídeos - Aluno tinha descontrole emocional, diz Ledur

 

Ao juiz e ao Ministério Público, Ledur contou que a sessão de caldos empregada em Rodrigo, bem como o nado resistido - quando uma pessoa nada no sentido contrário àquela que está tentando salvá-la - ocorreu somente na Lagoa Trevisan, em 10 de novembro de 2016, dia da instrução em que Rodrigo passou mal.

 

"Aconteceu na piscina também", relatou a mãe. "São várias as testemunhas que falam a mesma língua. Ele saiu passando mal porque obrigaram ele a entrar na água", afirma Jane. No interrogatório, Ledur apontou que houve divergência entre as testemunhas.

 

Questionada sobre o que espera que seja feito no caso, a mãe afirma que confia muito na justiça de Deus, mas também precisa confiar na Justiça do homem. "Material, prova tem".

 

Quanto a presenciar o relato de Ledur depois de 3 anos da morte do filho, ela garante que o sentimento é de revolta. "Porque é óbvio que a gente não espera que o bandido confesse seu crime. Ela veio fazer o papel dela, mentir".

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

GILMAR RODRIGUES DE BRITO - 13/03/2020

concordo com essa mae quem realmente conheçe seu filho ,ha dor e ha falta de uma mae ver seu filho no caixao ja e muito triste imagine ainda sem ser feito justiça ,nos de mt de cuiaba acreditamos muitos na justiça divina e de mt temos bons juiz e promotores aqui ,ser essa tenete dever concerteza vai pagar de duas forma ,tenha fe senhora nao aconheço mais tenha

Jorge Jesus - 13/03/2020

Descontrole Emocional? Só a título de conhecimento durante o ingresso na carreira militar existe uma banca composta por psicólogos q aplicam o exame psicológico em todos os candidatos e nesse caso não constatou-se nenhuma anormalidade nos testes aplicados no Rodrigo Claro. Eu não sabia q a Tenente Ledur além de Bombeira possuía formação na área psicológica para fazer uma afirmação dessas e outra, a canga do Rodrigo q é a pessoa q acompanha o aluno do início ao fim do curso é psicóloga formada e nunca identificou e descontrole emocional, na verdade se tinha alguém descontrolado emocionalmente no curso em 2016, essa pessoa não era o Rodrigo Claro e sim a Tenente Ledur q demonstrou e apresentou descontrole do início ao fim do curso.

Obama - 13/03/2020

Analisando o depoimento da Tenente Ledur, o engraçado q durante as instruções no ano de 2016 ela dizia q militar jamais poderia utilizar-se de mentiras, pois era transgressão disciplinar, ontem durante seu interrogatório ela deu uma aula de como se mentir em uma audiência. Juiz titular, promotor e juízes militares fiquem de olho nessa infeliz, não deixem q ela continue na farda fazendo mais vítimas fatais.

3 comentários

1 de 1

Enquete

Toda a polêmica envolvendo a morte da adolescente é por dúvida se o tiro foi acidental?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 14/08/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 25,25 1,00%

Algodão R$ 94,74 0,51%

Boi a Vista R$ 130,00 0,00%

Soja Disponível R$ 65,50 0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.