Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 24/11/2020

Política de MT - A | + A

METRALHADORA GIRATÓRIA 19.10.2020 | 11h10

Após pesquisas, Emanuel decide partir para ataque e não perdoa nem aliados

Facebook Print google plus

Marcus Mesquita

Marcus Mesquita

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) decidiu partir para o ataque contra os seus adversários políticos, incluindo aliados, como os irmãos Júlio e Jayme Campos, ambos do DEM, e o presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (DEM).  As declarações duras, ocorre após pesquisas de intenção de voto, apontando que o mesmo poderá ficar de fora de um eventual 2º turno das eleições deste ano.  

 

Segundo o prefeito, Botelho, Jayme Campos e Júlio Campos se uniram com o governador Mauro Mendes (DEM), Fábio Garcia e seu pai, Robério Garcia, usando as delações do ex-governador Silval Barbosa e o ex-deputado José Riva (sem partido), para apoiar o seu adversário Roberto França (Patriota) e tirá-lo do poder.  

 

"Mauro Mendes, Silval Barbosa, José Geraldo Riva, Roberto França, Fábio Garcia, Robério Garcia, Jayme e Júlio Campos, e posso te dar uma lista de poderosos, todos se uniram contra mim. Será que é muito amor por Cuiabá? O que leva esse pessoal a querer me tirar?", questionou o prefeito em live do site O Factual nesta segunda-feira (19).  

 

Leia também - Emanuel e Abílio são os candidatos com mais influência nas redes sociais

 

Emanuel afirma que os mesmos que usam a delação do ex-governador para taxá-lo de corrupto, também foram atingidos pela colaboração de Silval. "Praticamente todos eles ou pessoas próximas foram delatados. Então quer dizer que a delação só vale pra mim?" 

 

"O ex-governador diz que é sócio do atual governador, detalha inúmeras negociatas milionárias com ele e é mentira? Mas a minha não. Eduardo Botelho, coloco nessa lista também, presidente da Assembleia, afirma que o irmão dele é inocente, mas Emanuel é culpado. Existe dois pesos e duas medidas com o único objetivo é colocar a população contra Emanuel", criticou. 

 

Segundo Emanuel, tal grupo quer o "poder pelo poder, querem tirar o povo do poder", pontua. "Será que eles estão se unindo por amor a Cuiabá. Eu tenho do meu lado o povo, as forças populares, lideranças populares".

 

Roberto França  

Emanuel também questionou Roberto França por também ter sido citado por Silval Barbosa em sua delação. "Sou inocente como o ex-prefeito Roberto França afirma que é inocente sobre os R$ 800 mil que o delator Silval diz que foi de corrupção. Então eu vou dizer que Roberto França é corrupto? Qual é a diferença de você ser pego em uma armadilha recebendo R$ 20 mil, que eu afirmo que era de uma dívida do meu irmão, do Roberto França que o delator afirma que deu R$ 800 mil pra ele".

 

Ataques a Abílio  

Emanuel Pinheiro também não deixou de fora o vereador Abílio Júnior (Pode), que vem liderando as pesquisas de intenção de voto. Segundo ele, Abílio é acusado de nepotismo cruzado, ter funcionário fantasma e malversação da Verba Indenizatória (VI). "O vereador Abílio rompeu comigo porque eu não estava nomeando os apadrinhados políticos dele. Ele virou contra mim por isso. Porque eu estava demorando, porque eu analiso o perfil técnico. Não tem problema companheiro indicar. Até porque quem ajuda ganhar, ajuda a governar também".

 

"Eles estão usado a VI, olha as denúncias de rachadinha em relação a ele e o vice dele [Felipe Wellaton], o nepotismo cruzado. Esse desespero é desviar o foco e jogar pra mim", completou.  

 

Emanuel Pinheiro também afirmou que Abílio tem mais de 20 boletins de ocorrências "por constranger funcionários públicos, agressão, por nepotismo cruzado, servidores fantasma. Se fosse em outro parlamento já tinha cassado por quebra de decoro".       

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

gustavo - 19/10/2020

se brincar tem dinheiro escondido até embaixo dessa sonbrancelha fedida.

1 comentários

1 de 1

Enquete

Você concorda com o retorno das aulas presenciais em fevereiro ou acha melhor esperar a vacina?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 24/11/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 63,00 -0,79%

Algodão R$ 122,38 0,18%

Boi à vista R$ 257,07 -1,89%

Soja Disponível R$ 163,75 -0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.