Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 01/12/2020

Política de MT - A | + A

Deu em A Gazeta 26.10.2020 | 08h43

Vídeos apontam fraudes em Lucas do Rio Verde

Facebook Print google plus

Divulgação

Divulgação

Vídeos que constam na delação premiada do empresário Hélio Moraga, e que apontam para um esquema de fraudes em licitação e pagamento de propina em Lucas do Rio Verde, atingem as gestões de Marino Franz e Otaviano Pivetta, ex-prefeitos.

 

Ambos são apoiadores e coordenam a campanha do candidato Miguel Vaz (Cidadania) à Prefeitura de Lucas. Os vídeos vazados caíram como uma bomba dentro do cenário político do município. Nos vídeos, o responsável direto pelas contratações de obras do município nas gestões de Pivetta e Franz, o ex-secretário municipal Rafael Balizardo, é que aparece tratando dos pagamentos de propina, segundo o delator.

Ele também é réu em Ação Civil Pública pelo rombo nos cofres públicos que, corrigidos hoje, podem superar a casa dos R$ 10 milhões.

 

Documentos entregues ao Ministério Público pelo delator comprovariam o direcionamento de certames licitatórios e fraudes envolvendo os participantes e a administração.

 

O delator Hélio Moraga, proprietário da empresa Moraga e Moraga Ltda EPP (Moraga Materiais de Construção), entregou esquema de corrupção instalado junto à Secretaria Municipal de Obras de Lucas do Rio Verde ainda em 2004 e que ultrapassou gestões, onde atuava ‘verdadeira organização criminosa’ conforme trecho do Ministério Público.

 

O empresário foi responsável por entregar à Justiça vídeo que comprova a ação de Rafael Belizardo cobrando pagamento de propina para facilitação em uma dezena de cartas-convite, causando prejuízo ao município. De acordo com o MP, a situação era agravada pela absoluta ausência de controle interno da Administração Pública, sob responsabilidade do então prefeito Otaviano Pivetta e também da gestão Marino Franz, o que permitia o uso de dinheiro público em benefício dos interesses próprios.

 

Marino Franz, Balizardo e Pivetta respondem à ação ao lado do atual presidente da Câmara de Vereadores, Dirceu Cosma; o ex-procurador do município, Valdir Miquelin; Carlos Balizardo, Nádia Priester, entre outros.

 

Outro lado
A reportagem entrou em contato com todos os citados e aguardou respostas até a tarde de domingo (25), mas nenhum deles retornou as ligações.

 

Confira mais notícias sobre Política de MT na edição do Jornal A Gazeta

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Com o resultado da eleição, você acredita em uma Cuiabá melhor a partir de 2021

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 01/12/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 61,00 -0,81%

Algodão R$ 127,44 0,81%

Boi à vista R$ 254,60 0,64%

Soja Disponível R$ 154,00 -3,75%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.