Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 13/11/2019

Cidades - A | + A

veja calendário 16.08.2019 | 09h41

Cuiabanos têm dúvidas sobre saque de R$ 500 do FGTS

Facebook Print google plus
Ana Flávia Corrêa

anaflavia@gazetadigital.com.br

Otmar de Oliveira

Otmar de Oliveira

As dúvidas com referência ao direito ao saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) são uma constante no cotidiano da população cuiabana. A reportagem do esteve nas ruas do centro da Capital e todos os entrevistados ainda se questionavam sobre o direito ao benefício.

 

Eu tenho direito a sacar? Qual a diferença entre saque imediato e saque de aniversário? Eu preciso sacar o valor mínimo, de R$500? No início deste mês, a Caixa Econômica Federal divulgou o calendário de saques, que estarão disponíveis de setembro de 2019 a março de 2020. A data do saque irá depender do aniversário do trabalhador. 

 

Leia também - Saque de R$ 500 do FGTS é uma armadilha para o trabalhador?, especialista responde

 

"É tanta conversa que deixa a gente meio doido, né? Uns falam que se a gente pegar um pouco o restante só vai poder daqui 2 anos. Cada um conta uma história, então eu não quero sacar por conta disso", afirmou a camareira Rosilda Rocha, 41.

 

Mesmo com uma dívida acima de R$ 1 mil, a mulher explicou que prefere não sacar o dinheiro e deixá-lo na conta do FGTS. A falta de informação faz com que ela se sinta insegura sobre o seu direito ao benefício. 

 

Conforme informações da Caixa, quem retirar o dinheiro continuará tendo direito à retirada integral do valor do FGTS em caso de demissão sem justa causa. As contas inativas e ativas estarão disponíveis. 

 

"Eu tenho conta na Caixa e me disseram que vai cair direto na conta, mas eu não quero receber esse dinheiro. Sei que se eu tiver ele eu vou fazer mais dívida ao invés de pagar o que eu devo, então pelo menos ele fica guardado lá", completou a camareira.

 

No caso de Rosilda, ela deve informar ao banco que ela não quer receber o benefício para que ele não caia automaticamente em sua conta. Ao contrário dela, o balconista Francisco Manasés, 22, deseja sacar o valor mínimo, de R$ 500. O valor seria o suficiente para quitar as suas dívidas atuais.

 

"Eu vi sobre isso na televisão, na rua, o pessoal está comentando, mas eu ainda não vi no calendário que dia eu devo sacar. Mas eu quero retirar e vou usar ele todo pra pagar dívidas", esclareceu. 

 

Já o empresário Lucas Lima, 30, mesmo sem saber se tem direito ou não ao benefício, quer utilizar o dinheiro para investir na sua empresa. "Dinheiro chama dinheiro", explicou. Ele tentou se informar por meio da televisão em algumas reportagens que assistiu, mas ainda tem dúvida sobre o saque. 

 

"Tem muita coisa que ainda não tenho certeza, não sei como vai ser. O que eu sei é que vão liberar agora uma quantidade mínima para sacar para todo mundo e depois lá pra frente vai ser do aniversário, mas está meio obscuro isso daí", finalizou. 

 

Para se inteirar sobre as dúvidas frequentes, clique aqui.

 

Veja calendário

 

arte FGTS

 

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

O fraco desempenho de um time de futebol é culpa do técnico ou jogadores?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 13/11/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,65 -0,51%

Algodão R$ 95,91 -0,97%

Boi a Vista R$ 137,40 -0,43%

Soja Disponível R$ 64,00 0,16%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.