Publicidade

Cuiabá, Sábado 07/12/2019

Cidades - A | + A

sinal vermelho 20.11.2019 | 17h30

MT registra casos de destruição em 11 territórios indígenas em 2018

Facebook Print google plus

Funai/Mário Vilela

Funai/Mário Vilela

Oficialmente, Mato Grosso teve registros de destruição em 11 territórios indígenas em 2018. O alerta é feito Conselho Indigenista Missionário (Cimi), que classifica essa como a maior violência contra os povos indígenas, pois compromete a sobrevivência dessas comunidades.

 

No estado existem 52 terras indígenas, porém, apenas um delas está totalmente legalizada, com portaria do governo federal que determina a restrição do território. É a Piripikura, em Aripuanã (1.002 km a noroeste), território do povo Kayabi.

 

Leia também - MT perdeu 1,6 km quadrados de áreas de floresta entre 2018 e 2019, divulga INPE

 

Isso significa que a maioria das terras indígenas ainda traz pouca segurança para essas comunidades. Em 22 delas, nenhuma providência foi tomada pela União e outras 15 estão na lista da Fundação Nacional do Índio (Funai) para identificação, mas sem previsão de início dos trabalhos.

 

Segundo o Cimi, essa falta de segurança jurídica tem como consequência os casos de grilagem, roubo de madeira, invasões, loteamentos e até plantações em terras indígenas, além de casos de contaminação do ar e dos rios com agrotóxicos e outros produtos químicos.

 

Na Terra indígena Roosevelt, no município de Rondolândia (1.600 km a noroeste), na divisa com Rondônia, há riscos de exploração ilegal de madeira e minérios. Lar dos Apurinã e dos Cinta Larga, o território possui 231 mil hectares e uma população de menos de dois mil indígenas, o que torna a região suscetível de ataques e invasões.

 

Outro caso de dano ao patrimônio indígena em 2018 foi registrado no Parque Indígena do Xingu. Invasores depredaram gravuras ancestrais feitas em um local sagrado que foi inclusive tombado pelo patrimônio histórico.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

Enquete

Qual palavra define melhor o ano de 2019 no Brasil?

Parcial

Edição digital

Sábado, 07/12/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,98 0,45%

Algodão R$ 94,98 -1,48%

Boi a Vista R$ 135,50 -0,37%

Soja Disponível R$ 60,80 -2,09%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.