Publicidade

Cuiabá, Domingo 23/02/2020

Judiciário - A | + A

'Não é doença' 27.12.2019 | 19h00

Acusada de roubar deputada alega gravidez para pedir prisão domiciliar

Facebook Print google plus
Ana Flávia Corrêa

anaflavia@gazetadigital.com.br

Arquivo

Arquivo

Leidiane Santana de Arruda, 27, uma das acusadas pelo roubo na casa da deputada Janaina Riva (MDB), pediu pela substituição da sua prisão preventiva por domiciliar por estar grávida. Ela alegou que faz tratamento para um cisto no ovário que poderia ocasionar um possível aborto.

 

Leia também - Júri absolve 'Andrezinho' acusado de matar colega que assassinou seu tio

 

Juiz Wladimir Perri, responsável pela audiência de custódia que aconteceu na quarta-feira (25), entendeu que nem a acusada, nem a defensoria pública apresentaram quaisquer documentos que comprovassem o estado de saúde. 

 

Ainda, pontuou que "gravidez não é doença, embora aparentemente exista por esse risco". Conforme já divulgou o , ele decidiu pela conversão da prisão em flagrante pela preventiva, por entender que os acusados representam risco à sociedade. 

 

"Colocar uma cidadã desta em liberdade diante deste contexto é prestigiar a criminalidade e se o sistema prisional não se presta ao seu papel, por sua vez, não é culpa do judiciário, mas é o método instituído para pessoas que cometeram o crime", disse, em sua decisão.

 

Com isso, Wesley Tiago Arruda da Silva, Edivaldo Manoel Santana de Arruda, Leidiane Santana de Arruda e Mírian Maira da Silva continuaram detidos. Reportagem teve acesso à íntegra da decisão.

 

No documento, Mírian, Leidiane e Edvaldo assumiram serem dependentes de drogas. Por outro lado, apenas Weslei e Edvaldo possuem antecedentes criminais. 

 

Ainda assim, o juiz considerou um crime de extrema gravidade, com emprego de violência e citou as três qualificadoras pelas quais eles estão presos: roubo qualificado com emprego de arma de fogo, em concurso de pessoas, com restrição de liberdade da vítima e associação criminosa. 

 

O caso 

 

Na madrugada de terça-feira (23), casa da parlamentar, no bairro Santa Rosa, foi invadida por dois criminosos. Munidos de um controle, eles abriram o portão da residência.

 

Janaina estava na companhia do seu esposo Diógenes Fagundes e foi surpreendida pelos criminosos, que agiram de forma truculenta. Estima-se que eles tenham levado uma quantia de R$ 50 mil do local. 

 

Suspeitos foram detidos no bairro Doutor Fábio II. Imagens mostram que eles ostentavam o dinheiro roubado.   

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Número de delações premiadas significa que MT está sendo passado a limpo?

Parcial

Edição digital

Domingo, 23/02/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22,60 0,89%

Algodão R$ 92,42 1,32%

Boi a Vista R$ 132,98 0,12%

Soja Disponível R$ 68,00 -1,16%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.