Publicidade

Cuiabá, Sábado 08/08/2020

Judiciário - A | + A

PRESO NO CCC 04.07.2020 | 15h16

PF procurava conselheiro 2 dias antes para cumprir prisão

Facebook Print google plus

João Vieira / Divulgação

João Vieira / Divulgação

O conselheiro afastado Waldir Teis, do Tribunal de Contas do Estado (TCE), preso na quarta-feiera (1), estava sendo procurado desde a última segunda-feira (29) pelos agentes da Polícia Federal, para cumprimento do mandado de prisão preventiva.

 

Porém, a PF só executou a prisão após o próprio Teis se dirigir à Superintendência da Polícia Federal, na quarta-feira (1º).

 

A informação é do advogado Diógenes Curado, que faz a defesa do conselheiro no caso. Segundo ele, Teis estava em Cuiabá e trabalhando normalmente.

 

"Segundo os policiais me disseram estavam procurando ele desde segunda. Só que nem sabíamos e ele estava normal. Até porque tinha orientado ele nesse sentido. Ele trabalhou normalmente na segunda e terça-feira, e veio em nosso escritório conversar sobre a defesa", explicou.

 

Leia também - Eduardo Botelho anuncia intenção de concorrer à Prefeitura de Cuiabá

 

Apesar das 48 horas para o cumprimento da decisão, Waldir Teis não era considerado foragido da Justiça. Waldir Teis foi preso após tentar obstruir a justiça. Ele foi flagrado tentando destruir cheques que somavam R$ 450 mil.

 

Segundo o pedido, Teis desceu correndo 16 andares pela escada do prédio para rasgar e jogar fora folhas de cheques que supostamente indicam a autoria de crimes contra a ordem pública.

 

Comemoração

 

Logo após a prisão e de analisar as imagens em que um dos agentes da PF flagraram Waldir Teis tentando jogar fora os cheques, o delegado regional de Combate ao Crime Organizado da PF, Carlos Henrique Cotta Dangelo, elogiou e agradeceu a equipe que atuaram na operação. "A prisão de um conselheiro afastado do TCE/MT na data de hoje é fruto de um complexo e extenuante trabalho da equipe da Delecor. A esses valorosos colegas as nossas congratulações", diz trecho do comunicado repassado aos agentes da PF.

 

"Mas registramos também o profissionalismo e a sagacidade do agente que, confirmando ser a diligência de busca e apreensão, uma ação complexa e técnica a exigir preparo e atenção de todos os policiais que dela participam, não só evitou a destruição de provas importantes como escancarou a má- fé do investigado. Eis o fundamento da prisão do conselheiro. Parabéns a todos", concluiu o comunicado.

 

Defesa

 

Defesa do conselheiro, os advogados Diógenes Curado e Emanuel Bezerra recorreram da decisão, solicitando o relaxamento da prisão tanto no STJ, quanto no Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo eles, Waldir Teis não nega os fatos e já tinha se explicado sobre o fato de ter jogado os cheques fora, "que foi em todos os sentidos lamentável e injustificável".

 

"Os cheques nada tinham de errado. Eram de familiar e perfeitamente legal. Não existia uma prova criminal ali.  A questão é que o conselheiro Waldir tentava evitar que familiares, que já sofriam muito, entrassem no problema dele", afirmou ao dizer que tal explicação foi omitida na decisão do ministro.

 

Prisão

O ex-conselheiro Waldir Teis está preso na sala do Estado Maior, no Centro de Custódia da Capital, onde também ]fica os presos com formação superior. 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Após a reabertura dos shoppings, você voltou a frequentar como antes da pandemia?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 07/08/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,95 -0,26%

Algodão R$ 95,29 -1,04%

Boi a Vista R$ 139,00 1,83%

Soja Disponível R$ 67,80 -1,74%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.