Publicidade

Cuiabá, Sábado 31/10/2020

Política de MT - A | + A

Emanuel X Mauro 26.11.2019 | 07h00

Arena Encantada vira mais um motivo de discórdia entre prefeito e governo de MT

Facebook Print google plus
Pablo Rodrigo e Vitória Lopes

redacao@gazetadigital.com.br

Divulgação/Secel

Divulgação/Secel

Um edital publicado no Diário Oficial de Mato Grosso relembrou o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) da polêmica entre a prefeitura e governo acerca das festividades dos 300 anos de Cuiabá. Em março deste ano, a Arena Pantanal não pode ser usada para o aniversário da capital, por conta do gramado. “Agora pode? E os cuidados com o gramado?”, questionou Pinheiro, nesta segunda-feira (25).

 

O edital, publicado na última quinta-feira (21), faz um chamamento público, com dispensa de licitação no valor de 1,4 milhão, para o “Arena Encantada”. O evento organizado pelo Estado irá comemorar as festividades de natal e ano novo, de 5 de dezembro a 5 de janeiro de 2020.

 

Leia também - Governo adia envio da reforma à AL e discute com Fórum

 

Em abril, a Arena Pantanal seria palco do “Festival 300 Anos” durante três dias. Contudo, a Federação Mato-grossense de Futebol (FMF) e os clubes do Estado alegaram que o festival poderia prejudicar o gramado da praça esportiva, uma vez que a Arena iria sediar as finais do Campeonato Mato-grossense de 2019 e a estreia do Cuiabá na Série B do Campeonato Brasileiro.

 

Para evitar o risco, a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer de Mato Grosso não permitiu o uso do local. “O Estado proibiu, em cima da hora, alegando cuidados com o gramado. E agora? Olha o Natal que estão fazendo. Só posso desejar sucesso, que a população se divirta bastante, tenha ganho com isso. Mas com isso vocês observam de que forma o governo está comportando desde o inicio do mandato, com a gestão municipal”, critica Emanuel.

 

O chefe do executivo municipal ainda ironiza a situação do gramado e cobra da Federação Mato-grossense de Futebol. “Como que vai ser? Ou ninguém vai usar, vai todo mundo flutuar? Ninguém vai pisar no gramado, como é que fica? cadê a Federação Mato-grossense de Futebol, que fez questão de dar apoio para o governo naquele momento, não vai falar nada? Os pés de quem organizam pelo estado são de algodão, que não vai dar nenhum problema para o gramado? é muito injustiça com Cuiabá”, satiriza.

 

Sobre a rixa do prefeito com o governador Mauro Mendes (DEM), Pinheiro alega não saber qual foi a motivação do democrata nesta troca de farpas pública. Ainda segundo o prefeito, Cuiabá só se prejudica com a inimizade do municipal com o estadual.

 

“Não sei dizer pra vocês o que é. Não sei o que levou a fazer isso, fui coordenador da campanha dele. Vou ter que perguntar pra Mãe Diná o que fez o governador se comportar dessa forma”, disse.

 

Outro lado

O governo do Estado explicou que o gramado da Arena não será utilizado para as atrações, a apenas a parte sintética que fica atrás da traves.

 

Segundo informou, o público não terá acesso ao gramado. 

 

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Com abertura do comércio, bares, igrejas e retomada de festas, você já retomou à rotina?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 30/10/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 63,20 1,61%

Algodão R$ 129,33 -0,69%

Boi à vista R$ 247,18 0,00%

Soja Disponível R$ 167,25 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.