Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 23/09/2020

Política de MT - A | + A

Presidia Fapemat 04.06.2020 | 09h07

Autoridades e entidades lamentam morte de Adriano Silva

Facebook Print google plus
Eduarda Fernandes

eduarda@gazetadigital.com.br

JLSiqueira/AL

JLSiqueira/AL

Diversas autoridades e entidades emitiram nota de pesar lamentando a morte de Adriano Silva, 49, presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat). Professor do curso de Direito da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), instituição da qual já foi reitor, e suplente de deputado federal, Adriano sofreu paradas cardiorrespiratórias na noite de quarta-feira (3).

 

Com sintomas da covid-19, ele foi transferido de Cáceres para Cuiabá, por falta de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na cidade, mas não resistiu. O resultado do exame, que confirmará ou não a contaminação por coronavírus, deve ficar pronto nesta sexta-feira (5), segundo a Unemat.

 

Leia também - Presidente da Fapemat, Adriano Silva, morre de covid-19

 

O governador Mauro Mendes lamentou a perda do amigo e disse que Adriano fará muita falta. “Eu e minha esposa Virginia Mendes externamos nossos sinceros pêsames e estamos orando para que Deus conforte o coração dos familiares”, escreveu em seu Facebook.

 

Reprodução/Instagram

Adriano Silva Jayme Campos

 

O senador Jayme Campos (DEM) também usou as redes sociais para lamentar a morte do professor. “Recebo com tristeza a notícia do falecimento do querido amigo Adriano Silva, presidente da Fapemat e companheiro do Democratas. Deus conforte a família e o conceda um bom lugar no céu. Descanse em paz”, publicou em seu Instagram.

 

O deputado federal Dr. Leonardo (SD) lembrou em nota que ele e Adriano estiveram em lados diversos nas urnas em duas ocasiões, mas com um sonho e desafio em comum: a luta pelo desenvolvimento de Cáceres, da Região Oeste e de todo Mato Grosso. “Uma liderança importante que se foi prematuramente, mas deixa seu grande legado de serviços prestados ao nosso Estado”, comentou. O parlamentar prestou condolências a toda família e amigos do professor.

 

O deputado estadual Max Russi, presidente do PSB, usou o perfil do partido em Mato Grosso para informar que está de luto. “Adriano foi um companheiro do PSB, assumiu minha suplência entre os anos de 2017 e 2018, enquanto eu estava como secretário da Assistência Social e da Casa Civil de Mato Grosso. Sempre muito leal, prestativo e atuante, conquistou o carinho e admiração dos parlamentares, servidores e assessores da Assembleia Legislativa, bem como dos alunos da Unemat e amigos da Fapemat, onde estava como diretor-presidente”.

 

Reprodução/Instagram

Adriano Silva Max Russi

 

Max reforçou que Adriano será sempre lembrado como um líder que não media esforços por melhorias para Mato Grosso, principalmente pela região de Cáceres. “Como presidente do PSB de Mato Grosso, em nome dos dirigentes, amigos e correligionários, deixo aqui os mais sinceros pesares à esposa Anelise e aos filhos, Murilo, Julia e Henrique. Que Deus conforte o coração de cada um de vocês!”, encerrou.

 

Presidente estadual do Democratas, Fábio Garcia escreveu que o partido manifesta profundo pesar pelo falecimento do companheiro, correligionário e ex-deputado Adriano Silva. “Adriano foi um grande companheiro de lutas políticas em defesa de Mato Grosso. Ex-reitor da Unemat, Adriano deixa um legado por todo o estado tanto na educação quanto em tantas outras ações políticas que empunhou. Aos familiares do Adriano desejamos força e fé para superar este momento tão difícil. Fica aqui nosso agradecimento especial a esse grande companheiro que nos deixa tão prematuramente”.

 

O prefeito Emanuel Pinheiro (DEM) publicou no site da Prefeitura de Cuiabá a nota de pesar em que lamenta profundamente a morte do ex-reitor na Unemat. “É com uma tristeza imensa que recebo essa notícia. Desejo muita força à família neste momento de dor. Que Deus conforte o coração de todos”.

 

Entidades

A Unemat decretou luto oficial de 3 dias, com suspensão das atividades administrativas e acadêmicas, nesta quinta-feira (4), em toda a universidade. Em nota, a entidade cita que ele estava internado no Hospital São Luiz, em Cáceres, desde segunda-feira (1º) com suspeita de covid-19 e chegou a ser transferido em UTI aérea para o Hospital Femina, em Cuiabá, mas não resistiu às paradas cardíacas que sofreu e veio a óbito. “Adriano estava com 60% dos pulmões comprometidos. O resultado do exame para confirmar a covid-19 sai na próxima sexta-feira (5). A esposa e os filhos de Adriano estão em isolamento domiciliar”, comunica a universidade.

 

A instituição lembra que como reitor, o professor Adriano foi responsável por um momento de expansão da universidade, com a aprovação da oferta de 9 novos cursos, em 9 câmpus, escolhidos por meio de pesquisa de demanda nas localidades contempladas. Também em sua gestão, houve a criação dos câmpus universitários nos municípios de Diamantino e Nova Mutum, passando de 11 para 13 câmpus da Unemat no estado.

 

O reitor da Unemat, Rodrigo Bruno Zanin, falou da importância do professor Adriano para o desenvolvimento da Unemat. “Ele sempre esteve atento e ajudando a Unemat, mesmo depois de reitor. Primeiro na condição de deputado, na gestão de reitora professora Ana Di Renzo e agora, na presidência da Fapemat. Ele sempre trabalhou como um grande parceiro da nossa Unemat. Ele sempre dizia: ‘a Unemat é minha casa, minha origem, a instituição que sempre está na frente de tudo’. Com certeza perdemos um apaixonado pela Unemat”.

 

A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) emitiu nota comunicando o falecimento do professor recebe com pesar a notícia do falecimento do professor e citou que Adriano protagonizou ações fundamentais para o desenvolvimento científico e tecnológico do Estado e especialmente da UFMT. “A reitoria da UFMT se solidariza com os familiares e amigos pela perda tão repentina”.

 

A Associação dos Docentes da Unemat (Adunemat) também lamenta o falecimento do professor. Em nota, disse que a associação se solidariza com os familiares, amigos e toda a comunidade acadêmica nesse momento de tristeza e dor. “Que Deus conforte o coração de todos. Seguimos na luta em defesa da vida”, diz trecho da nota.

 

A Secretaria de Estado de Saúde (SES), representada pelo então secretário Gilberto Figueiredo, e o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, também lamentam profundamente o falecimento de Adriano Silva. "É com profundo pesar que todos os servidores recebem a notícia do falecimento deste amigo e parceiro de diversas ações na gestão pública. Que Deus conforte amigos e familiares neste momento de dor", diz a nota emitida pela Sedec.

 

Doutor em Ciências Políticas, Adriano era professor do curso de Direito da Unemat, em Cáceres, desde 1997. Atualmente, presidia a Fapemat. Efetivo desde 1998, Adriano ocupou vários cargos de gestão na universidade. Foi chefe do Departamento de Ciências Jurídicas, Diretor da Faculdade de Direito, Coordenador Regional do Câmpus Jane Vanini, Gestor do Câmpus Jane Vanini e reitor da Unemat nos anos de 2010 a 2014.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Onze candidatos disputam o Senado, você acha que o número amplia o leque de propostas ou mostra a desunião da classe política?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 23/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,20 -3,20%

Algodão R$ 92,77 -2,01%

Boi a Vista R$ 136,00 0,37%

Soja Disponível R$ 60,80 -1,14%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.