Publicidade

Cuiabá, Sábado 31/10/2020

Política de MT - A | + A

15 de novembro 31.08.2020 | 07h16

Eleição em Cuiabá terá limite de gastos de R$ 10,2 milhões, estima TRE

Facebook Print google plus

Fábio Pozzebom/Agência Brasil

Fábio Pozzebom/Agência Brasil

O limite de gastos para cada candidato a prefeito em Cuiabá deverá ser de R$ 10,2 milhões no primeiro turno das eleições municipais de 15 de novembro. A estimativa extraoficial é do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE).  O valor é um pouco maior do que das eleições municipais de 2016 na capital, quando o limite para prefeito foi de R$ 9 milhões.  

 

Já em relação aos candidatos a vereador, o limite de gasto será de R$ 560,5 mil. Em 2016, foi de R$ 412 mil para vereador.   Ainda de acordo com o cálculo realizado, caso tenha 2º turno, o candidato poderá gastar mais R$ 4,1 milhões. Lembrando que a estimativa ainda não é oficial, já que os valores de gastos é determinado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) através de resoluções.  

 

Leia também - Campos e Mendes divergem no apoio do DEM ao Senado

 

Pelos cálculos do TRE, o menor valor permitido para se gastar para prefeito será de R$ 123 mil. Já em Sinop (500 km ao norte da Capital), a previsão é que o limite para prefeito seja de R$ 1,2 milhão para prefeito e R$ 117 mil para vereador.  Em Primavera do Leste (231 km ao sul), o limite de gasto será um pouco maior. R$ 2,1 milhões para prefeito e R$ 101 mil para vereador.  

 

Já para a eleição suplementar ao Senado, para a vaga da senador cassada Selma Arruda (PODE), o valor se manterá em R$ 3 milhões, como foi em 2018.    

 

Custo das eleições  

De acordo com o presidente do TRE, desembargador Geraldo Giraldelli, o custo total as eleições deste ano será de R$ 16,7 milhões, sendo R$ 11,3 milhões de custeio e R$ 5,3 milhões com pessoal.  Levando em consideração os 2,3 milhões de eleitores que estão aptos a votar, o custo das eleições será de R$ 7,30 por eleitor.  

 

Horário  

A votação nas eleições de 15 de novembro próximo ocorrerá das 7h às 17 horas em Mato Grosso. Com uma hora a mais, a justiça eleitoral também estipulou que das 7h às 10 horas, os eleitores com mais de 60 anos terão preferência para votarem. A medida se deve por conta da pandemia do novo coronavírus, sendo que as pessoas com mais de 60 anos são consideradas grupo de risco.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Com abertura do comércio, bares, igrejas e retomada de festas, você já retomou à rotina?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 30/10/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 63,20 1,61%

Algodão R$ 129,33 -0,69%

Boi à vista R$ 247,18 0,00%

Soja Disponível R$ 167,25 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.