Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 17/10/2019

Política de MT - A | + A

NOVAS RECEITAS 28.08.2019 | 07h15

'Gostaria de tranquilizar servidores', diz Gallo sobre 13º salário

Facebook Print google plus

Tchelo Figueiredo/Secom

Tchelo Figueiredo/Secom

Secretário de Estado de Fazenda, Rogério Gallo, voltou a afirmar na terça-feira (27) que o governo está trabalhando em várias frentes para garantir o pagamento do 13º salário, e, consequentemente, no aumento da receita do Estado. O secretário ainda tranquiliza os servidores, garantindo que o salário será pago até o fim do ano.

 

De acordo com Gallo, o pagamento do 13º é uma das principais metas da secretaria. A Sefaz tenta acelerar a aprovação do empréstimo de US$ 250 milhões junto ao Banco Mundial para tentar evitar o pagamento da parcela de setembro junto ao Bank of América de mais de R$ 140 milhões, da dívida dolarizada.

 

“Gostaria de tranquilizar os servidores, nós estamos trabalhando e a secretaria de fazenda já está trabalhando, tanto para começar a realizar o provisionamento de recursos e nós esperamos que tenhamos a condição de poupar recursos do pagamento da dívida dolarizada”, explica. “Em vez de pagar os R$ 150 milhões, nós já conseguimos poupar o retorno de R$ 100 milhões, e avançarmos então no provisionamento de recursos para o 13º”.

 

Além de poupar e contar com o empréstimo, o Estado busca novas fontes de receita. O secretário também projeta a colaboração da Assembleia. Com essas medidas, Gallo estima que a secretaria chegará ao fim do ano com recursos necessários para pagar o 13º.

 

“Com o ingresso de receitas extraordinárias, nós temos a atuação do Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira). [Estamos] Trabalhando para que nós tenhamos um grande mutirão de conciliação, que nós vamos ter dois ou 3 aprovadas pela Assembleia muito em breve, com redução a penalidades e outra em relação também a melhorar o nosso parcelamento”.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Aldo - 28/08/2019

Terrorismo psicológico, essas atitudes servem apenas para justificar as falas do governo que não tem dinheiro pra dar rga e garantir o que está escrito na constituição estadual. Essa semana saiu a notícia que estão estudando criar uma verba indenizatória para os secretários de estado, que na visão deles ganham pouco, cerca de 18 mil reais por mês. É necessário e urgente, que todas a categorias de servidores se mobilizem para uma greve geral no estado.

1 comentários

1 de 1

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

O presidente Jair Bolsonaro deve sair do PSL?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 17/10/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,30 0,50%

Algodão R$ 99,93 -0,18%

Boi a Vista R$ 135,32 0,00%

Soja Disponível R$ 68,10 -0,44%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.