Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 18/02/2020

Política de MT - A | + A

cassação 11.12.2019 | 09h45

Selma diz ser punida para dar exemplo para Moro e Dallagnol

Facebook Print google plus
Thalyta Amaral e Pablo Rodrigo

redacao@gazetadigital.com.br

João Vieira

João Vieira

Com o fim do julgamento do recurso da senadora Selma Arruda (PODE) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e com a definição de sua cassação, a juíza aposentada alegou, em um grupo de senadores, que ela foi feita de exemplo para que outros juízes não “ousem” entrar na política.

 

“Eu sei que eu sou exemplo que eles querem dar para Sérgio Moro e Dallagnol, para não ousarem entrar na política”, disse Selma no áudio. Ela também afirmou que “ministros em geral não têm simpatia pelas pessoas que saem da Justiça e vai para a política”.

 

Leia também - Selma Arruda perde o mandato por 6x1; veja como foi

 

Na noite de terça-feira (10), o TSE decidiu manter a cassação da senadora, com encaminhamento de uma nova eleição para a vaga do Senado, tendo em vista que a chapa da ex-juíza (senadora e suplentes) foi cassada. O Senado deve ser comunicado após a publicação oficial da decisão, o acórdão.

 

Desde o começo do processo, em que ela foi julgada por caixa dois e abuso de poder, Selma se declarou inocente e “perseguida” por seus inimigos políticos. “Quando a gente pensa que tem democracia, que tem sistema correto, está se f*. O voto do Facchin lavou a minha alva. A única pessoa que leu este processo”, disse Arruda no áudio.

 

Sobre o futuro após a saída do Senado, a ex-juíza afirma que não pretende voltar a disputar cargo eleitoral. “Não vou mais para a política, nem que a vaca tussa. Não contem comigo para mais nada na política. Vou aproveitar a minha aposentaria”.

 

No entanto, ela não descartou participar do secretariado de um dos colegas de senado, Styvenson Valentim (PODE-RN). “Eu vou sua secretária de segurança ainda, você vai ser ainda governador do Rio Grande do Norte e eu quero ser secretária de segurança na frente do mar”.

 

Ela ainda enfatizou que não se abaterá com a decisão. “Estou saindo de cabeça erguida, com a consciência tranquila, que eu tentei”.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

ANOTACISO JOSE MARIA - 11/12/2019

Além de ser corrupta ainda se julga inocente , e ainda fala em ser secretaria de segurança, complicado este Brasil nosso ,

Tom Ubirajara - 11/12/2019

Segundo Nelson Rodrigues , " Por trás de todo o paladino da moral mora um canalha " , não estou aqui falando que ela seja canalha mas enveredou por um caminho que a própria repugnava . Pena que a justiça não foi tão célere com o Medeiros pois deveria naquela época também ser cassado.

2 comentários

1 de 1

Enquete

Como você aproveita os dias de Carnaval?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 18/02/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 23,10 -0,65%

Algodão R$ 90,85 -0,44%

Boi a Vista R$ 133,00 0,00%

Soja Disponível R$ 71,60 -0,56%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.