Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 02/12/2020

Política de MT - A | + A

ofensas aos magistrados 22.10.2020 | 14h47

Amam emite nota de repúdio contra Júnior "Pé no Chão"

Facebook Print google plus
Fernando Soares, especial para o GD

redacao@gazetadigital.com.br

Divulgação

Divulgação

A Associação Mato-grossense de Magistrados (Amam), entidade classista que representa os juízes e desembargadores do Estado de Mato Grosso, emitiu nota à imprensa para contestar as acusações feitas pelo candidato à Prefeitura de Sorriso (420 km ao norte de Cuiabá), Júnior César Leite da Silva (PCdoB), o Júnior Pé no Chão, que teve o registro de candidatura indeferida. Recentemente, o comunista reitera ofensas com o juiz  Anderson Candiotto.

 

O motivo de tamanha indignação teria se dado pela impugnação da candidatura, onde o magistrado cita constatação de inelegibilidade, por ausência de quitação eleitoral e recursos fora do prazo.

 

Leia também - Abílio alfineta Gisela e propõe desafio em formato de live

 

Na nota, a Aman repudia as atitudes de Júnior e alega que o candidato está deferindo ofensas pessoais a membros da associação.

 

"Em seus odiosos pronunciamentos, o Sr. Júnior Cesar Leite da Silva vem proferindo abomináveis ofensas pessoais contra o juiz de direito da Comarca de Sorriso, Dr. Anderson Candiotto, bem como em face de outros juízes e desembargador, articulando discurso alusivo à suposta atuação parcial no intuito de prejudicar sua candidatura em benefício de adversários".

 

Em outro trecho, a Associação cita que o candidato tenta denegrir a atuação do juíz, para que assim tente justificar os atos cometidos.

 

"Travestida de justa irresignação, as manifestações do candidato voltam-se violentamente contra a pessoa dos magistrados, e tem por escopo lançar descrédito sobre a atuação jurisdicional, para assim, aparentemente, tentar justificar irregularidades por ele próprio cometidas no curso da campanha eleitoral"

 

A Aman reitera que todos os membros trabalham respaldados nas leis, não existindo caráter perseguitivo e que jamais aceitará manifestações injuriosas, difamantes e caluniosas.

 

"As decisões não tiveram qualquer caráter de perseguição, mas apenas deram fiel execução às leis que regem o processo eleitoral, às quais todos os candidatos estão submetidos".

 

A associação elogiou o trabalho e empenho do magistrado, que vem atuando por anos de maneira exemplar, garantindo a estabilidade na democracia.

 

"A Amam enaltece, por fim, a dedicação e competência do magistrado Anderson Candiotto, que incansavelmente atua como juiz eleitoral na 43ª Zona Eleitoral, em função garantidora da ordem jurídica e legitimadora do sistema de representatividade popular"  

 

O ex-candidato tem se tornado uma figura polêmica dentro da política do estado, em um dos vídeos mais polêmicos, Júnior aparece arremessando a imagem de um santo contra uma mureta enquanto fazia a dança da chuva.  

 

Desde 2010, Júnior se lança em candidaturas na política Em 2010, 2014 e 2018, ele tentou ingressar na Assembleia Legislativa. Em 2012 se candidatou a vice-prefeito e em 2016 disputou a prefeitura, mas não obteve êxito em nenhuma delas. 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Com o resultado da eleição, você acredita em uma Cuiabá melhor a partir de 2021

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 02/12/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 60,00 -0,83%

Algodão R$ 128,06 0,16%

Boi à vista R$ 253,11 -0,58%

Soja Disponível R$ 154,50 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.