Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 28/09/2020

Política de MT - A | + A

pauta polêmica 12.08.2020 | 08h49

Estado é que precisa ressarcir a Previdência, diz presidente do Sintep

Facebook Print google plus

João Vieira

João Vieira

Em protesto na manhã desta quarta-feira (12) na Assembleia Legislativa (AL), o Fórum Sindical se manifestou contra a aprovação da reforma da Previdência dos servidores, prevista para ser votada na sessão de hoje. Para o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep), Valdeir Pereira, o Estado é que precisa ressarcir a Previdência e não “jogar a conta” para os servidores.

 

Segundo o presidente do Sintep, o deficit do MT Prev existe porque o Estado utilizou recursos da Previdência dos servidores e não devolveu o valor utilizado.

 

“Esse deficit não existe, porque o governo do Estado deixou muito tempo sem contribuir e hoje haveria necessidade de ter plano do governo para ressarcir os desvios feitos no fundo de previdência. Os recursos dos servidores foram usados para construção de obras e outros tipos de investimento e não retornou para o fundo”, afirmou o professor em entrevista ao Balanço Geral Manhã.

 

Leia também - Base do governo arrisca votar Previdência

 

Para o Fórum Sindical, antes da votação da reforma da Previdência, a Assembleia deveria terminar os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Previdência, que apura justamente as contas do MT Prev e o deficit apontado pelo governo no pagamento das aposentadorias e pensões.

 

“O deficit da Previdência é fruto de sucessivos desvios e da falta de contribuição do Estado por sucessivos anos. Esse deficit é fictício. A gente apontou a necessidade de concluir os trabalhos da comissão, da CPI da Previdência para posteriormente encaminhar a discussão”, argumentou Pereira.

 

A previsão é que a segunda votação da reforma da Previdência entre na pauta da sessão desta quarta-feira na AL. A primeira votação foi realizada em 2 de julho, com aprovação por 17 votos favoráveis e 6 contrários. O projeto, que tramita desde de março na Casa de Leis, traz mudanças como o aumento da idade de aposentadoria de 55 para 62 anos para mulheres e de 60 para 65 anos para os homens, além de 30 anos de contribuição.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Na sua opinião, por que tantos candidatos milionários querem entrar na política?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 28/09/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,40 0,52%

Algodão R$ 91,33 1,01%

Boi a Vista R$ 140,00 0,00%

Soja Disponível R$ 69,50 -0,71%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real 10.1, TV Pantanal 22.1, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2020 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.