Publicidade

Cuiabá, Quinta-feira 14/11/2019

Gastronomia - A | + A

19.09.2019 | 09h47

Dias quentes pedem sorvete

Facebook Print google plus

Gastronomia

Com as temperaturas nas alturas, uma boa pedida é um refrescante sorvete. E nem é preciso esperar a próxima segunda-feira, 23 de Setembro, Dia Nacional do Sorvete, para saborear essas delícias.

 

A data foi criada em 2003 pela Associação Brasileira das Indústrias de Sorvetes (ABIS) para estimular o consumo e coincide com o início da primavera, época em que nas regiões com estações frias bem demarcadas, os termômetros começam a subir e o consumo da iguaria.

Divulgação

Sorvete chocolate

O sorvete é uma das iguarias mais consumidas em todo o mundo

Em Cuiabá, onde o calor está presente quase o ano todo, sempre é dia e hora de tomar um sorvete e há muitas opções de sorveterias na cidade.

 

Sorvete ou gelado é feito à base de leite ou nata, à qual se adiciona frutas ou outros ingredientes e sabores. A maior parte contém açúcar, embora alguns sejam feitos com adoçantes, indicados para diabéticos ou pessoas com restrição.

 

É um dos alimentos mais consumidos no planeta e sua história remonta o século 1000 a.C, muito antes do surgimento da primeira geladeira. Sua origem é cheia de controvérsias e lendas, mas a versão mais aceita atribui sua autoria aos chineses. Especula-se que algum cozinheiro criativo tenha experimentado usar flocos de neve para produzir uma iguaria diferente. Animados com o resultado, ao longo dos séculos, foram experimentando. Um outro resolveu colocar uma pasta de leite de arroz e especiarias na neve para que solidificasse, e por aí foi.

 

Alguns pesquisadores afirmam que foi Alexandre, o Grande (356-323 a.C.), rei da Macedônia, o introdutor do sorvete na Europa, trazendo do Oriente uma mistura de salada de frutas embebida em mel que era guardada em potes de barro enterrados no chão e mantidos frios com a neve do inverno. Outra corrente de pesquisadores atribui esse feito aos árabes, que teriam aperfeiçoado a receita chinesa com o desenvolvimento da técnica de incorporar a neve ao suco de frutas e ao mel. Turcos e árabes garantem que “sorvete” é uma palavra de origem árabe, procedente de sharbat, que significa “bebida fresca”.

Divulgação

Sorvete taça

Nas taças, sorvetes recebem incrementos que os tornam mais apetitosos

 

Ainda seguindo na linha do tempo e curiosidades sobre o sorvete, dizem que o mercador veneziano Marco Pólo, sempre ele, teria trazido da China em 1295, junto com o macarrão e o arroz, algumas receitas de sorvete à base de água, muito parecido com os consumidor atualmente.

 

Outros autores acreditam que o sorvete tenha chegado à Itália pela Sicília, ao sul, trazida pelos árabes que dominaram a ilha no século 9.

 

Independente da procedência, o certo é que o sorvete caiu no gosto da realeza e a aristocracia italianas e se tornou um sucesso. Os gelados de fruta foram ofertados como um prato de luxo, cujo preparo era considerado uma sofisticada arte. Através dos mestres sorveteiros italianos, que guardavam com extraordinário cuidado suas receitas, o conhecimento dos gelados difundiu-se lentamente pelas cortes européias, mantendo-se um privilégio exclusivo dos poderosos.

 

Chegou à França em 1533, com Catarina de Médici que, ao se casar com o rei francês Henrique II, levou em sua bagagem receitas e chefes de cozinha que lhe serviam, diariamente, sorvetes dos mais diversos sabores de frutas. Sua neta casou-se em 1630 com Carlos I da Inglaterra e, seguindo a tradição da avó, também introduziu o sorvete entre os ingleses.

 

Em Portugal, o sorvete chegou durante o período de dominação espanhola (1580-1640) e faziam sucesso as bebidas nevadas, embora fosse difícil e caro trazer neve da Serra da Estrela para a corte em Lisboa. Por volta de 1715, no reinado de D. João V, havia inúmeros fabricantes de sorvete na capital portuguesa.

Divulgação

Sorvete casquinha

Casquinha crocante faz uma combinação perfeita com o sorvete

Mas foi o físico espanhol Blasius Villafranca, radicado em Florença, quem descobriu uma forma de congelar a mistura de suco de frutas e especiarias juntando salitre à neve. Essa descoberta deu origem ao que poderia ser chamada de primeira sorveteira da História. Ele acabou legando aos florentinos a honra de produzir os primeiros a sorvetes completamente solidificados da História e ampliaram a produção democratizando um pouco o consumo do produto.

 

Somente no século 17, em 1671, na Inglaterra, o leite ou seu creme, ovos e aromatizantes foram incorporados ao sorvete pelo francês DeMirco, pâtissier do rei Carlos II que, diante de uma novidade tão espetacular, tornou ilegal o consumo da iguaria fora da corte real e, dizem, para se garantir, até morrer, em 1685, pagou royalties ao chef pela criação, para que esta fosse exclusividade da sua mesa.

 

Morto o rei, o segredo não durou muito. Um ano depois, 1686, o siciliano Francesco Procópio dei Coltelli inaugurava, em Paris, o Café Le Procope, a primeira cafeteria e sorveteria da cidade (que funciona até hoje), tornando o sorvete uma delícia acessível a todos que quisessem e pudessem pagar por ela. A casa oferecia 80 variedades, produzidas com uma máquina inventada por Procópio, que homogeneizava os ingredientes gerando um sorvete muito similar ao que conhecemos hoje.

 

A primeira sorveteria da Inglaterra foi aberta em 1757, na Berkeley Square, Londres, pelo chef-pâtissier italiano Domenico Negri, com o nome de Pot & Pine Apple.

Chico Ferreira

Sorvete Varadero

O sorvete é a base de sobremesas sofisticadas

 

O sorvete chegou aos Estados Unidos em 1770, levado pelo italiano Giovanni Bosio, e conquistou o paladar dos norte-americanos rapidamente. Lá, a história dos sorvetes ganhou importantes capítulos e o país se transformou no principal produtor e maior consumidor desta iguaria no mundo.

 

No Brasil, os cariocas foram os primeiros brasileiros a experimentar a delícia gelada que já fazia sucesso em boa parte do mundo. No dia 23 de agosto de 1834, Lourenço Fallas inaugurava na cidade, na época Corte real portuguesa, dois estabelecimentos - um no Largo do Paço e outro na Rua do Ouvidor - especialmente destinados à venda de gelados e sorvetes. Para isso, importou de Boston (EUA), pelo navio americano Madagascar, 217 toneladas de gelo, que aqui foi conservado envolto em serragem e enterrado em grandes covas, mantendo-se por 4 a 5 meses. Não demorou muito para os sorvetes brasileiros ganharem um toque tropical, misturados a carambola, pitanga, jabuticaba, manga, caju e coco.

 

Como não havia formas de conservar o sorvete gelado, ele tinha que ser consumido logo após o preparo. Por isso, as sorveterias anunciavam a hora certa de tomá-lo.

 

Em São Paulo, a primeira notícia de sorvete que se tem registro é de um anúncio no jornal A Província de São Paulo, de 4 de janeiro de 1878, que dizia: “Sorvetes - todos os dias às 15 horas, na Rua direita nº 14”.

Divulgação

Sorvete opções

Nas gelaterias não há limites para a criação de novos sabores

Histórias à parte, o sorvete é um sucesso em todo o mundo e é difícil resistir a uma bola bem moldada.

 

Em Cuiabá, temos uma grande quantidade e diversidade de oferta, desde as opções industrializadas até os preparados artesanalmente por mestres gelatiers, alguns premiados internacionalmente.

 

É escolher o que mais lhe agrada e degustar essas delícias sempre que possível.

 

Leia mais notícias sobre Variedades na edição do Jornal A Gazeta

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

Você acredita que os descontos da Black Friday são reais?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 14/11/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,10 1,26%

Algodão R$ 92,23 -0,52%

Boi a Vista R$ 134,25 0,11%

Soja Disponível R$ 65,00 -1,07%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.