Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 06/04/2020

Política de MT - A | + A

conversas secretas 18.02.2020 | 12h03

Após pressão popular, vereador retira pedido para que CPI seja secreta

Facebook Print google plus

João Vieira

João Vieira

O vereador sargento Joelson (PSC) decidiu retirar o requerimento que solicitava reuniões secretas da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) por conta da delação do ex-governador Silval Barbosa. A declaração foi dada durante a sessão desta terça-feira (18), quando o parlamentar admitiu que a mudança de postura ocorreu após pressão de sua base eleitoral.

 

"Na verdade o que nós queríamos era garantir o direito das testemunhas que virão aqui, o direito de nós membros da Comissão, para não sofrer acusação de abuso de autoridade. Mas nós ouvimos o clamor popular, e o clamor popular foi muito forte contra as sessões secretas. E o político tem que reconhecer quando erra. E é isso que fizemos neste momento", disse o vereador.

 

Leia também - Apoiado por manifestantes, Abílio provoca Toninho e Misael

 

Joelson lembra que a CPI está há dois anos sem conclusão por conta de diversas decisões judiciais. Antes da desistência do militar, o vereador Dilemário Alencar (Pros) afirmou que ingressaria na justiça para pedir sessões abertas.

 

Joelson também afirmou que vários policiais entraram em contato com ele pedindo para desistir das sessões secretas, e que, mesmo tendo fortes argumentos para defender as sessões fechadas, decidiu recuar. "Eu tinha páginas e páginas para defender as sessões secretas, mas para evitar polêmica decidi retirar. Chegaram a me acusar de defender o prefeito e eu nunca fez isso. Mas a base pediu para eu recuar e não tenho vergonha disso".

 

Entre os que pressionaram o vereador do PSC estava o deputado estadual Elizeu Nascimento (DC), que era vereador até dezembro de 2018, e cobrou que o ex-colega para mudasse de posição.

 

"Ele foi infeliz no posicionamento dele. Já o orientei, e como irmãos de farda o procurei e busquei mostrar que ele estava equivocada. Nós passamos e acreditamos que ele irá mudar o posicionamento", disse o deputado poucos minutos antes da sessão.

 

Cassação 

Sobre o pedido de cassação contra o vereador Abílio Júlior (PSC), Joelson disse ser um caso complicado, mas sinaliza que votará contra o pedido.

 

"Enquanto cidadão eu tenho as minhas convicções, minhas dificuldades de defender uma cassação dessa. Nós temos dois lados, de um lado um prefeito com um vídeo muito duro e do outro um vereador que comete excessos. Como vamos cassar o vereador e ignorar o vídeo", concluiu.

 

A CPI do Paletó deve ouvir nas próximas sessões o ex-governador Silval Barbosa (sem partido) e o ex-chefe de gabinete da gestão, Silvio Corrêa. Os dois fizeram delação premiada com a Justiça e precisam ajudar na elucidação de casos, sob risco de perder os benefícios.

 

O primeiro a ser ouvido será Silvio, que tem oitiva está marcada para 19 de fevereiro. Silvio foi o responável por gravar Emanuel recebendo dinheiro.  Já Silval será ouvido em 02 de março.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Marlan - 18/02/2020

A SOCIEDADE (OS ELEITORES) ESTÃO DE OLHOS ABERTOS, ESPERAM, EXIGEM E MERECEM UMA APURAÇÃO SÉRIA IMPARCIAL E TRANSPARENTE DE TODAS AS CPIs INSTAURADAS, SOB PENA DA MÁ FAMA DA CÂMARA JÁ OSTENTADA SE AGRAVAR E TORNAR AINDA MAIS DESACREDITADA PERANTE A OPINIÃO PÚBLICA, O QUE COLOCARIA EM RISCO A CARREIRA POLÍTICA DA MAIORIA DOS ATUAIS VEREADORES, SENÃO TODOS. PRECISAMOS DE REPRESENTANTES DIGNOS SOB TODOS OS ASPECTOS.

MARCO - 18/02/2020

Tem Vereadores bons ali, mas em contra partida há vereador que só pensa em dinheiro, esquecendo de fiscalizar o executivo.

2 comentários

1 de 1

Enquete

A cloroquina está liberada para o tratamento dos pacientes do coronavírus no Brasil, mas a polêmica continua

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 06/04/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,15 -0,70%

Algodão R$ 90,70 0,24%

Boi a Vista R$ 135,50 0,00%

Soja Disponível R$ 72,20 0,84%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.