Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 29/01/2020

Judiciário - A | + A

Veja vídeo 14.12.2019 | 07h15

Em vídeo, coronel detalha ameaça do ex-comandante da PM

Facebook Print google plus

Otmar de Oliveira

Otmar de Oliveira

O coronel Airton Benedito Siqueira afirmou em depoimento à força-tarefa que investiga o caso da grampolândia pantaneira na Polícia Civil que recebeu um vídeo do também coronel Zaqueu Barbosa, ex-comandante da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso. O vídeo teria sido entregue por um advogado de Zaqueu, Diogo Botelho. 

 

Siqueira narrou à delegada Ana Cristina Feldner que foi procurado várias vezes pelo telefone e em sua residência. Num primeiro momento, deixava o advogado entrar. Em uma das visitas, o advogado mostrou um vídeo de Zaqueu. 

 

Leia também - Condenada por fraude, delegada Anaíde de Barros perde cargo

 

O vídeo era longo, segundo Siqueira, nele Zaqueu dizia que tinha sido abandonado pelo grupo e que Siqueira precisava ajudá-lo a manter contato com o também envolvido no esquema, coronel Evandro Lesco e o cabo Gerson Corrêa.

 

No vídeo, segundo Siqueira, Zaqueu disse que conversou com uns amigos do passado e que resolveria a situação da maneira dele. Siqueira narra que essa situação seria de forma violenta. "Qualquer um que recebesse aquilo perceberia que era uma intimidação", disse em depoimento. 

 

Siqueira diz que pra ele acabou não soando como uma ameaça, por conhecer Zaqueu. Mas que ali sepultou todo o respeito que tinha por ele. "Respeito ele sim como oficial de polícia, mas a pessoa dele não, o que ele fez ali", disse.

 

Segundo Siqueira, até mesmo o advogado que levou vídeo ficou constrangido com o conteúdo e teve medo de entregar a "encomenda'. "Eu fiquei muito irritado com aquilo e ele ficou ficou até preocupado com a minha reação e disse "não sou eu quem estou falando, é o coronel Zaqueu. Em outra circurtância eu ia pra cima do advogado, um advogado que se preza a fazer leva e trás, foi muito complicado, difícil", lembrou Siqueira. 

 

Outro lado 

O entrou em contato com o advogado de Zaqueu que destacou o fato de que as investigações correm em sigilo. 

 

"É direito do acusado, no pleno exercício da ampla defesa, criar e alegar fatos que lhe favoreça. O feito tramita em sigilo, na fase inquisitorial, e no momento será esclarecido", disse.

 

Veja o vídeo:

 

Vídeo

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Pais que não vacinam os filhos deveriam ser penalizados?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 29/01/2020

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,89 1,32%

Algodão R$ 99,64 -0,19%

Boi a Vista R$ 137,00 0,74%

Soja Disponível R$ 68,40 0,59%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.