Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 12/11/2019

Judiciário - A | + A

brejinho x aldeia 06.08.2019 | 19h47

Homem é condenado a 19 anos por matar rival de gangue

Facebook Print google plus

MPMT

MPMT

O conselho de sentença condenou o réu Thiago de Souza Vieira a 19 anos de prisão, por matar Allan Cardozo Arruda e tentar assassinar Vitor Hugo Alves Lara a tiros. O acusado foi julgado na segunda-feira (5), em sessão presidida pela juíza Mônica Catarina Perri , da 1ª Vara Criminal de Cuiabá.

 

Leia também -Ex-governador defenderá aprovação de suas contas no Tribunal de Contas do Estado

 

Durante o interrogatório ao juízo, o réu negou que tivesse efetuado disparos contra as vítimas. Porém, os jurados o consideraram culpado pelo crime, com agravantes de motivo torpe e situação que dificultou a defesa da vítima.

 

Segundo a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), o acusado tinha rixa com a vítima Allan, por causa de briga entre gangues que disputavam território para o tráfico.

 

“O motivo do crime foi o desentendimento entre gangues rivais, relacionando ao comércio de substância entorpecente. Noticiou-se nos autos que o acusado pertencia a uma gangue denominada ‘Brejinho’, enquanto que a vítima era integrante do grupo ‘Aldeia’, sendo que em data pretérita ocorreu a quebra de um pacto de paz celebrado entre eles”, diz trecho da ação.

 

Por causa desse rompimento no trato feito entre os membros de grupos rivais, Thiago queria matar Allan, seu alvo principal. Vitor Hugo não tinha relação com nenhum dos dois grupos, mas estava no local, próximo a vítima.

 

O homicídio foi aconteceu no dia 05 de julho de 2011, em frente a uma escola do bairro Campo Velho. As vítimas estavam na rua, quando o acusado chegou de moto, com um menor na garupa.

 

O adolescente desceu do veículo e foi em direção às vítimas. Ele atiro contra Allan e Vitor Hugo, fugindo em seguida.
As vítimas foram levadas para o hospital, porém Allan morreu na unidade. Ele foi atingido por tiro no dedo e no peito. Vitor Hugo foi ferido na perna e na cabeça, tendo sobrevivido devido ao socorro rápido.

 

O acusado não foi preso pelo crime e não possui antecedentes criminais. Ele respondeu a todo o processo em liberdade e, por isso, a juíza autorizou que recorra da sentença em liberdade. Somados os agravantes, Thiago foi condenado a 19 anos e 6 meses.

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

O fraco desempenho de um time de futebol é culpa do técnico ou jogadores?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 12/11/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,50 -0,26%

Algodão R$ 90,40 -0,17%

Boi a Vista R$ 136,70 0,15%

Soja Disponível R$ 72,00 -1,37%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2019 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.